• Dicas |Tips

    Mosquitos – Saude na viagem | Mosquitoes – Healthy TRip

     

    [ Malditos Mosquitos! ]
    Para tentar evitar as picadas de mosquitos, existem alguns truques a ter em conta:

    ▪️Lembre-se que o amanhecer e o entardecer são pôs períodos de maior atividade dos mosquitos, por isso convém ter atenção redobrada.

    ▪️Sempre que possível utilize mosquiteiros sobre a cama ou prefira quartos com janelas de proteção ▪️Comer 1 dente de alho cru por dia, ao menos 10 dias antes de estar em ambientes com concentração de mosquitos. Isso faz com que o corpo liberte um odor imperceptível pelas pessoas (a não ser que vá beijar alguém!) 😂mas suficiente para afastar os mosquitos

    ▪️A Vitamina B1, assim como o alho, altera o odor do corpo, afastando os mosquitos. Basta ingerir alimentos ricos em B1 ou tomar um suplemento vitaminico, facilmente encontrado nas farmácias.

    ▪️O repelente pode ser o seu melhor amigo! É bom utilizar algum à base de licarina ou DEET com 30% ou mais de concentração e apenas 10% no máximo para crianças entre os 2 e 12 anos.

    ▪️Também pode optar por repelentes caseiros à base de cânfora e álcool ou citronela

    ▪️Os perfumes cítricos ou florais também atraem os mosquitos, por isso convém evitá-los

    ▪️Utilize roupas que protejam o seu corpo contra as picadas como as com mangas e calças compridas e sapatos fechados.

    Lembre-se, o mosquito é um dos principais responsáveis por mortes e doenças no mundo. Sempre que possível tenha atenção redobrada. No entanto nada de paranóicas que possam estragar a sua viagem ! 😉
    ________________________________________________________________________________

    [Damn Mosquitoes! ]
    To try to avoid mosquito bites, there are a few tricks:

    ▪️ Remember that the sunrise and sunset are periods of increased activity of mosquitoes, so you should pay more attention

    ▪️Whenever possible use bed nets or prefer rooms with protection on the windows

    ▪️ Eat 1 clove of raw garlic per day, at least 10 days before being in environments with mosquito concentration. This causes the body to release an unnoticeable odor by people (unless you go and kiss someone!) 😂but enough to ward off mosquitoes

    ▪️Vitamin B1, like garlic, alters the body’s odor, keeping mosquitoes away. Simply eat foods rich in B1 or take a vitamin supplement, easily found in pharmacies.

    ▪️The repellent can be your best friend! It is good to use some licarina or DEET with 30% or more concentration and only 10% maximum for children between the ages of 2 and 12.

    ▪️You can also opt for homemade repellents based on camphor and alcohol or citronella

    ▪️Citrus or floral perfumes also attract mosquitoes, so avoid them.

    ▪️Use clothing that protects your body against bites such as those with sleeves and long pants and closed shoes.

    Remember, the mosquito is a major cause of death and disease in the world. Whenever possible, pay close attention. However nothing paranoid that could ruin your trip! 😉

    Comentários fechados em Mosquitos – Saude na viagem | Mosquitoes – Healthy TRip
  • Blog World

    Nomeação para o Liebster Award 2018 | Nomination for Liebster Award 2018

     

     

     

    Foi uma grande surpresa ter sido nomeada para o Liebster Awards, minha primeira nomeação para um concurso de blogs.
    A nomeação veio através do blog “Dream, Book and Travel” e fez-me descobrir que é possível sim, partilhar experiencias e conhecimento, apesar de estar neste “Blogging world” há tão pouco tempo.
    Há muito tempo que já conhecia a minha paixão por viagens.
    Desde muito pequena que o gene DRD4-7R, conhecido como o gene “Wanderlust” ,se manifestou em mim.
    Há menos tempo descobri uma nova paixão, a da escrita. No entanto, vem me acompanhando com alguma frequência. Escrevo quando estou triste, escrevo quando estou com a criatividade aguçada, escrevo quando quero guardar memorias.
    E agora, juntei as duas: Viajar escrevendo ou escrever viajando – o prazer é ainda maior!
    Relatar novas experiencias, novos odores, novos sabores, novos amores pelos locais que vou descobrindo e pelos muitos outros que ainda pretendo descobrir.
    Decidi que esta na hora de cortar as fracas amarras que insistem em me prender e a deixar de lado a ideia de que a vida ideal é aquela em que se esta sempre no mesmo lugar, com as mesmas pessoas, dia após dia.
    Pretendo passar o máximo de cultura e conhecimento para a minha filha, para que ao crescer ela possa estar aberta à grande diversidade que temos à nossa volta, para que ela possa criar as suas próprias opiniões e para que aprenda que a nossa vida é o que quisermos fazer dela.
    Obrigada Anca, pela inesperada nomeação!

    O mais legal de ter sido nomeada para este prêmio é a possibilidade de conhecer o trabalho de muita gente talentosa, o que não teria sido possível de outra forma. Além disso desafia-me a partilhar com meus leitores 10 coisas que não sabem sobre mim, assim como responder a 10 perguntas feitas por “Dream, book and Travel”. Ao fazer as minhas nomeações deixarei também os mesmo desafio para que meus nomeados responda a 10 perguntas feitas por mim.

     

    Sobre o Liebster Award

    O Prêmio Liebster é um prêmio que existe apenas na internet e é dado aos blogueiros por outros blogueiros. O caso mais antigo do prêmio remonta a 2011. Liebster em alemão significa mais doce, gentil, mais gentil, mais querida, amada, amável, gentil, agradável, valiosa, fofa, carinhosa e bem-vinda.

     Mais informações com as regras de participação: aqui!

     

    Para começar, 10 coisas que meus leitores não sabem sobre mim.

    1. Estudei turismo em Lisboa, mais exatamente a área de Hotelaria, que envolvia toda a parte de gestão hoteleira em hotéis, bares e restaurantes.

    2 .Vivi em Paris durante 4 anos quando era criança e foi uma das experiencias mais enriquecedoras pela qual já passei.

    3. Mudei para Portugal com 17 anos e quando meus pais quiseram voltar para o Brasil, decidi que era aqui que iria ficar. Portugal foi o país escolhido para eu chamar de “casa”.

    4. Sempre fui apaixonada por dança e integrei uma companhia, dançando profissionalmente por muitos anos.

    5 . Descobri meu amor pela Moda e minhas habilidades como costureira ao mesmo tempo que estudava Turismo e isso nunca mais me deixou.

    6. Costuro maioritariamente por prazer mas também desenvolvo, paralelamente, um trabalho de design e confeção de fatos para atletas.

    7. Já escrevi um livro, acerca de uma lenda brasileira, mas continua na gaveta!

    8. Fui dona de um bar de praia durante 15 anos e foi um dos períodos mais divertidos da minha vida.

    9. Sou uma amante incondicional da descoberta de novos sabores na gastronomia e adoro cozinhar.

    10. Estou no país do vinho, portanto, minha bebida de eleição é o Vinho Tinto.

    Continua agora com as 10 perguntas feitas por “Dream, book and travel”

    1. Descreva seu blog atribuindo uma cor a ele. Explique sua escolha.                                                                                   Não sou capaz de pensar no meu blog e escolher apenas uma cor. A primeira coisa que veio à minha cabeça quando li a tua pergunta, foi o arco-íris. Porque a vida é cheia de cores e cada uma delas está conectada com uma emoção, então é assim que quero que meu blog seja lido e lembrado – um misto de cores e emoções.

    2. Descreva seu blog atribuindo um som / música a ele. Explique sua escolha.
    Uma musica. UNWRITTEN- Natasha Bedingfield .

    Expressa exatamente a forma como me sinto ao idealizar esta minha nova aventura de partir em busca do novo, de conhecer o Mundo.

    3. Descreva seu blog atribuindo um cheiro a ele. Explique sua escolha.
    O cheiro de um novo dia no meio de uma floresta.
    Quando podes mesmo sentir até a delicadeza do cheiro do orvalho da noite sobre as plantas e o solo à tua volta.
    É o cheiro do novo, o cheiro do que vem por aí.

    4. Descreva seu blog atribuindo um sabor a ele. Explique sua escolha.
    Eu gostaria de pensar que meu blog é UMAMI (palavra de origem japonesa que não define exatamente um sabor, significa “gosto saboroso, agradável). É o 5º sabor.

    5. Descreva seu blog atribuindo uma textura a ele. Explique sua escolha.
    A textura de uma esponja da louça. (rs!)
    Um lado é macio e agradável, o outro áspero e duro. Reflete exatamente como a vida na estrada pode ser!

    6. Descreva seu blog atribuindo um sentimento a ele. Explique sua escolha.
    Felicidade.
    Eu descobri que posso fazer duas das coisas que mais gosto ao mesmo tempo…e nada poderia me fazer mais feliz neste momento.

    7. Descreva seu blog atribuindo uma temporada / mês do ano / hora do dia a ele. Explique sua escolha.
    Só consigo pensar nos primeiros dias de Primavera. Eu nasci na Primavera. Representa novos começos para mim.

    8. Descreva seu blog atribuindo uma planta / flor / árvore / animal a ele. Explique sua escolha.
    Animal, sem duvida. Uma ave migratória. Aquela que sai, percorre quilómetros, mas sempre volta para o lugar que chama de “casa”.

    9. Você já se aposentou de viajar? Como você se vê na sua velhice?
    Não penso que isso poerá vira acontecer. Viajar é parte de quem sou e acho que existem coisas suficientes para ver no Mundo para me fazer viajar para sempre.

    10. Se a internet não existisse( imagine viver 100 anos atrás) – o que você estaria fazendo?
    Estaria certamente em processos criativos em algumas da áreas que gosto como escrever, desenhar ou costurar.

    Agora: 10 perguntas para o meus nomeados

    1. Se tivesses que escolher um lugar do Mundo para viver, qual seria? E porque?

    2. Qual é o próximo destino que pretende visitar? Porque?

    3.Qual foi a melhor surpresa que já teve em viagem?

    4.Qual foi o maior problema que já teve durante uma viagem e como resolveu?

    5.Quais as 5 coisas que não podem faltar na sua mala de viagem?

    6. Qual seria trilha sonora da sua viagem?

    7.Acha que a internet tem o poder de aproximar pessoas de diferentes culturas e partes do mundo a ponto de haver um relacionamento de reciprocidade e até futuras amizades? Justifique a sua resposta.

    8. De todos os destinos que visitou qual foi o seu preferido e porque?

    9. Prefere viajar com tudo organizado ou decidir as coisas ao chegar no local? Justifique a sua resposta.

    10. Nomeie  suas três comidas favoritas de três diferentes lugares no Mundo.

     

    E finalmente: Meus nomeados para o Liebster Award 2018

    Coleccionando kilometros – Um casal da Colombia apaixonado por viagens. Não se contentam em estar sempre no mesmo lugar e fazem questão de partilhar informações dos lugares por onde vão passando. Acham (e com toda a razão!) que não precisam ser milionários para viajar o Mundo.  “Viajar apesar de qualquer dificuldade, conhecer muitos lugares e pessoas, compartilhar nossas experiências e buscar nosso sonho” – é a meta.

    Eat, Travel, Aloha  – Um casal nascido e Criado em Oahu, no Havai cria um blog para partilhar seu Lifestyle na Ilha assim como suas experiencias gastronómicas e viagens. ”
    “Qual é o estilo de vida Comer, Viajar e Aloha?Em nossas viagens, nos esforçamos para fazer amigos com os moradores locais, aprender a perspectiva através da cultura, sempre experimentar a culinária local, sorrir para todos.”

    É isto. Espero que se divirtam!

    Guta Yung

     

    It was a great surprise to have been nominated for the Liebster Awards, my first nomination for a blogging contest.
    The nomination came through the blog “Dream, Book and Travel” and made me discover that it is possible to share experiences and knowledge, despite being in this “Blogging world” so recently.
    I had known my passion for travel for a long time.
    From a very small age the DRD4-7R gene, known as the “Wanderlust” gene, has manifested itself in me.
    Less time has come to discover a new passion, that of writing.
    However, it has been accompanying me with some frequency.
    I write when I am sad, I write when I am with sharp creativity, I write when I want to keep memories.
    And now, I have joined the two: Traveling writing or writing traveling – the pleasure is even greater!
    Report new experiences, new smells, new flavors, new loves for the places that I discover and for the many others that I still want to discover.
    I decided that it is time to cut the weak ties that insist on holding me and leaving aside the idea that the ideal life is the one where you are always in the same place, with the same people, day after day.
    I want to pass on the maximum of culture and knowledge to my daughter, so that as she grows up she can be open to the great diversity that we have around us, so she can create her own opinions and learn that our life is what we want to make of it.
    Thank you Anca, for the unexpected nomination! You’ve made my day!

    The cool thing about being nominated for this award is the ability to get to know the work of a lot of talented people, which would not have been possible otherwise. It also challenges me to share with my readers 10 things they do not know about me, as well as answering 10 questions asked by “Dream, book and Travel.”
    In making my nominations I will also leave the same challenge for my nominees to answer the 10 questions asked by me.

     

    About Liebster Award


    The Liebster Award is an award that exists on the internet and is found in bloggers by other bloggers. The oldest case of the award goes back to 2011. First of all, sweet, gentle, kinder, dearer, beloved, kind, gentle, pleasant, valuable, cute, affectionate and welcome.
    More information with rules of participation: here!

     

     

    For starters, 10 things my readers do not know about me.

    1. I studied tourism in Lisbon, more precisely the Hotel Management area, which involved all the hotel management in hotels, bars and restaurants.

    2. I lived in Paris for 4 years as a child and it was one of the most enriching experiences I’ve ever had.

    3. I moved to Portugal when I was 17 and when my parents wanted to go back to Brazil, I decided that I would stay here. Portugal was the chosen country for me to call “home”.

    4. I have always been passionate about dancing and have joined a company, dancing professionally for many years.

    5. I discovered my love for Fashion and my skills as a dressmaker while studying Tourism and this never left me.

    6. I mainly sew for pleasure but also develop, in parallel, a work of design and confection of costumes for athletes.

    7. I’ve written a book, about a Brazilian legend, but it’s still in the drawer!

    8. I owned a beach bar for 15 years and it was one of the funniest periods of my life.

    9. I am an unconditional lover of the discovery of new flavors in the gastronomy and I love to cook.

    10. I am in the wine country, so my drink of choice is Red Wine.

    Continue with the 10 questions asked by “Dream, book and travel”

    1. Describe your blog by assigning a color to it. Explain your choice.
    I am not able to think of my blog and choose just one color. The first thing that came to my mind when I read your question was the rainbow. Because life is full of colors and each of them is connected with an emotion, so this is how I want my blog to be read and remembered – a mix of colors and emotions.

    2. Describe your blog by assigning a sound / song to it. Explain your choice.
    A song. UNWRITTEN- Natasha Bedingfield.

    It expresses exactly the way I feel in idealizing this new adventure of going in search of the new, of knowing the World.

    3. Describe your blog by giving it a scent. Explain your choice.
    The smell of a new day in the middle of a forest.
    When you can even feel the delicacy of the dew smell of the night on the plants and the soil around you.
    It is the smell of the new, the smell of what is coming.

    4. Describe your blog by giving it a taste. Explain your choice.
    I would like to think that my blog is UMAMI (Japanese word that does not exactly define a flavor, it means “taste is tasty, pleasant.”) It is the 5th flavor.

    5. Describe your blog by assigning a texture to it. Explain your choice.
    The texture of a dishe sponge. (LOL!)
    One side is soft and nice, the other rough and hard. Reflects exactly how life on the road can be!

    6. Describe your blog by giving it a feeling. Explain your choice.
    Happiness.
    I have discovered that I can do two of the things I most enjoy at the same time … and nothing could make me happier at the moment.

    7. Describe your blog by assigning a season / month of the year / time of day to it. Explain your choice.
    I can only think of the first days of spring. I was born in the spring. It represents new beginnings for me.

    8. Describe your blog by assigning a plant / flower / tree / animal to it. Explain your choice.
    Animal, no doubt. A migratory bird. The one that leaves, travels kilometers, but always returns to the place that calls “house.”

    9. Have you retired from traveling? How do you see yourself in your old age?
    I do not think this will ever happen. Traveling is part of who I am and I think there are enough things to see in the world to make me travel forever.

    10. If the internet did not exist / imagine living 100 years ago – what would you be doing?
    I would certainly be in creative processes in some of the areas I like writing, drawing or sewing.

     

    Now:10 questions for my nominees

    1. If you had to choose a place in the World to live, what would it be? Why?

    2. What is the next destination you want to visit? Why?

    3.What was the best surprise you ever had on trip?

    4. What was the biggest problem you ever had during a trip and how did you resolve it?

    5.What 5 things can not be missing in your suitcase?

    6. What would be the soundtrack of your trip?

    7. Do you think that the internet has the power to bring people from different cultures and parts of the world to the point where there is a reciprocal relationship and even future friendships? Justify your answer.

    8. Of all the destinations you visited which was your favorite and why?

    9. Do you prefer to travel with everything organized or decide things upon arrival? Justify your answer.

    10. Name your three favorite foods from three different places in the world.

     

    And finally: My nominees for Liebster Award 2018

    Coleccionado kilometros – A Colombian couple passionate about travel. There is no such thing as stay in the same place for them and they love to share informations about the places they go. They think (and they are right!) that they do not have to be millionaires to travel the World. “Traveling in some way, getting to know places and people, sharing our experiences and pursuing the dream” – is there goal.

    Eat, Travel, Aloha – A born and raised couple in Oahu -Hawaii create a blog on the Island Lifestyle as well as their food experiences and travels. ”
    “In our travels, we strive to make friends with locals, learn a perspective through culture, always experience a local cuisine, smile for everyone.”

    That’s  it Guys. I hope you have fun!!

    Guta Yung

     

    Comentários fechados em Nomeação para o Liebster Award 2018 | Nomination for Liebster Award 2018
  • Dicas |Tips

    Saude na viagem | Healthy Trip

     

    [ Evitando problemas]
    Os maiores problemas enfrentados pelos viajantes são a contaminação pelo consumo de água e alimentos e picadas de mosquitos.
    Vale ter cautela e adoptar comportamentos preventivos:
    ▪️Lavar sempre muito bem as mãos e se não puder, use e abuse do álcool gel
    ▪️Beba somente água mineral engarrafada e verifique se a garrafa está bem lacrada
    ▪️Evite o consumo de gelo e sumos de fruta, pois a água utilizada para fazer o gelo e adicionada ao sumo também pode estar contaminada ▪️Consuma somente frutas lavadas em água confiável e com a casca intacta
    ▪️Evite alimentos crus
    ▪️Evite consumo de crustáceos e moluscos, pois contém muitas toxinas
    ▪️Observe sempre a validade dos produtos lácteos ▪️Observe sempre a temperatura dos alimentos expostos para a venda, devem ser à baixa temperatura
    ▪️Opte por restaurantes com bastante fluxo, por ser a garantia de comida mais fresca
    ▪️Hidrate-se
    Com todas estas precauções, provavelmente irá conseguir evitar a “diarreia do viajante” que afeta 10 a 5O% dos que se aventuram por este mundão.
    No próximo post irei falar sobre os malditos mosquitos e deixar aqui algumas dicas importantes
    Se tiver alguma outra sugestão para uma viagem mais tranquila e saudável, deixe aqui nos comentários! 😊
    ________________________________________________________________________________

     

     [Avoiding Problems]
    The biggest problems faced by travelers are contamination from water / food consumption and mosquito bites.
    Be cautious and adopt preventive behaviors:
    ▪️Always wash your hands and if you can not, use and abuse the alcohol gel
    ▪️ Drink only bottled mineral water and check that the bottle is tightly sealed
    ▪️ Avoid consumption of ice and fruit juices as the water used to make ice and added to the juice may also be contaminated
    ▪️Consume only fruits washed in reliable water and with the bark intact
    ▪️ Avoid raw foods
    ▪️Avoid consumption of crustaceans and molluscs because it contains many toxins
    ▪️Always observe the expire dates of dairy products
    ▪️Always observe the temperature of foods exposed for sale, they should be at low temperature
    ▪️Chose restaurants with enough flow, for being the guarantee of fresh food (continue at comments
    yungsworldtourWith all these precautions, you will probably be able to avoid “traveler’s diarrhea” that affects 10 to 50% of those who travel around this world.
    In the next post I will talk about the damn mosquitoes and leave here some important tips
    If you have any other suggestions for a quieter and healthier trip, leave here in the comments! 😊

    yungsworldtour#yungsworldtour #worldtourteen #travelwithkids #worldtourfamily #viajarcomcriancas #worldtourtips #dicasvoltaaomundo #viajarcomsaude #healthytravel

    Comentários fechados em Saude na viagem | Healthy Trip
  • Dicas |Tips

    E a Malária? | What about Malaria?

    E a malária? É a pergunta que não quer calar… A malária, também conhecida como paludismo é uma doença grave, que pode ser letal e é transmitida pela picada da fêmea do mosquito “Anopheles”.

    (existem 5 espécies diferentes de mosquitos transmissores!)😳

    Infelizmente não existe vacina, apenas medicação, que não elimina a 100% o risco de contrair a doença, mas pode ajudar no retardamento dos efeitos. O diagnóstico é feito unicamente através de análises sanguíneas e sim, tem cura, desde que tratada atempadamente.
    É preciso estar atento aos sintomas:
    ▪️Febre
    ▪️Dores de cabeça ▪️Calafrios
    ▪️Dores nas articulações ▪️Vómitos ▪️Anemia ▪️Icterícia (pele amarela)
    ▪️Hemoglobina na urina
    ▪️Lesões na retina ▪️Convulsões
    Ainda existem muitas áreas de risco por este mundo afora, mas as áreas mais afetadas estão na África e sul da Ásia.
    Como a medicação não é 100% eficiente e acarreta muitos efeitos secundários que podem alterar o bem-estar, acho que vou optar pela prevenção de outras formas e estar atenta aos sintomas. 😬

     Perdi um amigo muito querido por causa da Malária e acredito que tenha sido principalmente por falta de sorte e de informação, o que não acontece nos dias de hoje, não é?
    Cheers Trevor!
    Que a tua luz nos proteja! ❤️
    _______________________________

    What about Malaria?
    Malaria, also known as “Paludismo”, is a serious disease that can be lethal and transmitted by the bite of the female mosquito “Anopheles”

    (there are 5 different species of mosquitoes transmitters!) 😳

    Unfortunately there is no vaccine, just medication, which does not eliminate 100% the risk of contracting the disease, but can help in delaying the effects. The diagnosis is made only through blood tests and yes, it has a cure, provided it is treated in a timely manner.
    You need to be aware of the symptoms:
    ▪️Febre
    ▪️Headaches
    ▪️Calafrios
    ▪️Joint pains
    ▪️Vómitos
    ▪️Anemia
    ▪️Iterus (yellow skin)
    ▪️Hemoglobin in urine
    ▪️Retinal lesions
    ▪️Convulsions

    There are still many areas of risk around the world, but the most affected areas are in Africa and South Asia.
    As the medication is not 100% efficient and carries many side effects that can alter well-being, I think I will
    yungsworldtour…opt to prevent other forms and be alert to the symptoms.

    I lost a very dear friend because of Malaria and I believe it was mainly because of lack of luck and information, which does not happen today, does it?
    Cheers Trevor!
    May your light protect us!

    Comentários fechados em E a Malária? | What about Malaria?
  • Dicas |Tips

    Consulta do viajante | Travellers Consultation

    Depois de descobrir para onde vais, é preciso cuidar de uma parte extremamente importante para que a viagem seja muito mais tranquila: a Saúde.
    Para viajar para tantos destinos diferentes a carteira de vacinação internacional é obrigatória, assim como a vacina contra a febre amarela, que é essencial para poder entrar na maioria dos países.
    No entanto, existem várias outras vacinas recomendadas:
    ▪️Hepatite A
    ▪️Hepatite B
    ▪️Raiva
    ▪️Difteria+ Tétano
    ▪️Febre Tifóide ▪️Encefalite Japonesa

    Convém planejar esta parte com algumas antecedência porque algumas vacinas levam até 3 doses, podendo levar até 6 meses para concluir o ciclo.
    Já descobri onde ir por aqui, para ter acesso à toda a orientação é às vacinas.
    Se informe no local onde vive onde poderá encontrar a “Consulta do viajante” (vou deixar os contatos que descobri nas dicas!)
    Na Consulta do Viajante, dá para tratar de tudo e ter a orientação necessária para evitar coisas mais sérias que poderiam estragar a viagem da sua Vida!
    Já alguma vez foram a uma consulta destas? Me conta como foi!
    _______________________________

    Once you find out where you are going, you need to take care of an extremely important part to make the trip much better : Health.
    To travel to so many different destinations the international vaccination portfolio is mandatory, as is the yellow fever vaccine, which is essential to enter most countries.
    However, there are several other recommended vaccines:
    ▪️Hepatitis A
    ▪️Hepatitis B
    ▪️Raiva
    ▪️Difteria + Tétano
    ▪️ Typhoid Fever
    ▪️Encephalitis Japonesa

    It is good to plan a few montes in advance because some vaccines take up to 3 doses, and it can take up to 6 months to complete the cycle.
    I’ve already figured out where to go here, so I can have access to all the guidance and to the vaccines.
    Where you live you can find the “Traveler Consultation” (I’ll leave the contacts I discovered in the tips!)
    In the Traveler’s Consultation, you can take care of everything and have the necessary guidance to avoid more serious things that could ruin the journey of your Life!
    Have you ever been to such a consultation? Tell me how it was!

    Comentários fechados em Consulta do viajante | Travellers Consultation
  • Dicas |Tips

    Como chegar lá? | How to get there?

    [ Como chegar lá?]
    Depois de ter feito a minha primeira lista (que já mudou!) comecei a pensar qual seria a melhor forma de chegar até aos destinos escolhidos.
    Claro que a primeira coisa que que vem à cabeça são as passagens aéreas, apesar de saber que posso chegar em qualquer lugar das mais variadas formas: boleia, carro, barco, bicicleta, ou até mesmo a pé! 😳
    A conclusão é que com uma criança (ups! Adolescente!) é infinitamente mais fácil e mais confortável o bom e velho

    ( de preferência não muito velho 😂) avião.

    Pesquisei por alguns blogs (encontrei dois excelentes @projeto_viravolta e @almadeviajante_oficial ) e descobri que existem algumas alianças de companhias aéreas e agências que emitem bilhetes de Volta ao Mundo o que tem as suas vantagens e desvantagens. A vantagem principal é já ter o teu roteiro finalizado e pré -comprado, permitindo alterações de datas mas não de itinerário, o que facilita muito a organização de uma viagem desta dimensão.
    A desvantagem, a meu ver, é que este bilhete tem a validade de 1 ano e um limite de 15 destinos.

    Dependendo do seu itinerário, haverá a possibilidade de sair mais caro do que ir comprando a medida que viaja.
    Ainda não tomei uma decisão mas estou a pensar optar por ir comprando os voos à medida que avanço por este mundāo!

    ________________________________________________________________________________

    [How to get there?]
    After having made my first list (which has already changed) I started to think about the best way to get to the chosen destinations.
    Of course the first thing that comes to mind are the airfares, although you can get anywhere in the most varied ways:  car, boat, bike, or even on foot!
    The conclusion is that it is a child ( ups!teen!) who is infinitely easier and more comfortable the good old
    (not very old,please!) plane.

    I researched a few blogs (I found two excellent @roject_and_travel) and I discovered that there were some agencies and companies that issue tickets around the world that have their advantages and disadvantages.

    The main advantage is already the finished and pre-paid route, accompanied by changes of data but not itinerary, which greatly facilitates the organization of a trip of this dimension.
    The disadvantage, in my point of view, is that this ticket has a validity of 1 year and a limit of 15 destinations.

    Your itinerary, there will be a possibility of getting more expensive than going buying the tickets as you travel.
    I have not made a decision yet, but I think I’llto buy them as I move through this world!

    Comentários fechados em Como chegar lá? | How to get there?
  • Relexões | Thoughts

    Destinos | Destinations

    [Destinos]

    Quando pensas em ir, é só nisso que pensas. Os teus dias, as tuas horas, os teus minutos passam a ser consumidos por esta ideia fixa, que de fixa não tem nada!
    Não poderia ser mais móvel!
    Dás por ti a pesquisar lugares, imaginar roteiros e as expectativas quase não cabem no peito.
    *
    Hoje pedi à minha filha que fizesse a sua primeira lista. Ela se sentou ao meu lado com o caderno aberto, o Atlas e o computador à sua frente (um misto de Old & New School 😂ou não tivesse ela os meus exemplos!)
    Morri de satisfação e riso ao ver a sua percepção do Mundo e ao facto de ela se dar conta, assim como eu, que há tanto por ver e descobrir.
    Pedi-lhe para escolher 15 destinos, para que se encaixasse na famosa pré -comprada passagem de Volta ao Mundo.
    A primeira reação foi dizer-me que 15 destinos eram poucos… Parou no número 18 e arregalou os olhos dizendo : “Mas ainda não chegamos aqui!” e apontou para as Américas.
    Pois é…as escolhas são realmente difíceis quando tens o Mundo à tua frente!

    ________________________________________________________________________________

    [Destinations]

    When you think of going, that’s all you think about. Your days, your hours, your minutes are consumed by this fixed idea, which has nothing fixed!
    Could not be more mobile!
    You find yourself searching places, dreaming about itineraries and the expectations almost can not fit in the chest.
    *
    Today I asked my daughter to make her first list. She sat beside me with the notebook open, the Atlas and the computer in front of her (a mix of Old & New School 😂Well.. she has an example at home!)
    I died of satisfaction and laughter as I saw her perception of the World and the fact that she realized, as I do, that there is so much to see and discover.
    I asked her to choose 15 destinations, to fit the famous pre-made round-the-world ticket.
    The first reaction was to tell me that 15 destinations were not enough… she stopped at number 18 and widened her eyes saying “But we have not got here yet!” and pointed to the Americas.
    Well … the choices are really hard when you have the World in front of you.

  • Relexões | Thoughts

    Lista de Destinos | Destinations List

    [Ahh..a Primeira Lista]
    Fui escrevendo, escrevendo… e quase cheguei na última linha do caderno! 😂

    O meu itinerário ficou assim:
    Grecia-Turquia-Egito -Quênia -Moçambique-Madagascar- Seychelles -Maldivas-Sri Lanka-India-Tailandia-Laos-Vietnam-Japão-Filipinas-Singapura-Bali-Australia-Nova Zelandia-Polinesia Francesa-Ilha de Pascoa-Santiago do Chile-Peru-Equador-Galapagos-Jamaica-EUA-Açores e finalmente de volta à Portugal! 😳

    Olhei bem para a folha à minha frente e pensei :” Que loucura!!!”

    E logo depois pensei: “Que loucura boa! Bora fazer acontecer!”

    ________________________________________________________________________________

    [Ahh..the First List]
    I was writing, writing … and I almost got to the last line of the notebook!
    My itinerary looks like this:
    Greece-Turkey-Egypt-Kenya -Mocambique-Madagascar-Seychelles -Maldives-Sri Lanka-India-Thailand-Laos-Vietnam-Japan-Philippines-Singapore-Bali-Australia-New Zealand-French Polynesia-Easter Island-Santiago de Chile -Peru-Ecuador-Galapagos-Jamaica-US-Azores and finally back to Portugal!

    I looked at the sheet in front of me and thought, “What madness !!!”

    And then I thought, “What a good craze! Let it happen!”

    Comentários fechados em Lista de Destinos | Destinations List
  • Relexões | Thoughts

    Ir e Voltar? | Go and come back?

     

    Há cerca de dois anos atrás, senti uma urgência enorme em mudar.

    Mudar tudo. Mudar a rotina, o dia-a-dia conhecido como normal em que só se conhecem os mesmos caminhos. Caminhos que nos levam para o trabalho e que nos trazem de volta para casa.

    É verdade que há quem se contente com uma vida pacata e sempre igual, mas eu não faço parte desta fatia de pessoas estagnadas e acomodadas com o pouco, ou o muito que acham que têm.

    Ela veio, a urgência de sair, de viajar, de conhecer. Cheguei a pegar num caderno e comecei a planear o que eu gostaria de fazer: Uma viagem de volta ao mundo.
    Oh, sim. O sonho de muitos.
    No papel foram surgindo os lugares que gostaria de visitar, um após o outro. E letra após letra escritas numa página em branco, o entusiasmo cresceu mas com ele cresceu o desânimo, na mesma proporção. Dificuldades reais,  viagem desta dimensão, sendo mãe de uma miúda de 11 anos, ganhando um salário dito “miserável”? Guardei a vontade, engoli a agua que se formou em minha boca e as lágrimas que se formaram em meus olhos e…desisti. Engavetei o papel com o roteiro de um sonho e voltei à minha realidade esperando não mais sentir o desejo correndo nas veias.

    *

    Apaguei o fogo por dois anos, mas, inevitavelmente ele voltou a me consumir. Foi preciso apenas uma pequena faísca, um ínfimo motivo para acordar-me desta letargia mental e física. Desta vez  a faísca que incendiou a minha vontade foi uma dor de amor. A percepção de que a minha presença vale pouco ou nada. A conclusão que chego é que não foi por acaso. Como tudo que tem chegado até mim, por diferentes meios, até isto teve uma razão.Foi o que me impulsionou a retomar meu desejo de me perder por este mundo afora.

    Ir sem ter, na verdade, grandes planos de voltar.

    Será o que tiver que ser. Como e quando tiver que ser.

    “Go with the flow”

     

    About two years ago, I felt a huge need to change.
    Change everything. Change the routine, the everyday known as normal in which only the same paths are known. Paths that lead us to work and bring us back home.
    It is true that there are those who settle for a quiet life and always the same, but I am not part of this slice of people stagnant and accommodated with the little or much they think they have.
    It came, the urgency to leave, to travel, to know.

    I picked up a notebook and started planning what I would like to do: A trip aroundto the world.
    Oh yeah. The dream of many.
    In my notebook were emerging the places that I would like to visit, one after the other. And letter after letter written on a blank page, enthusiasm grew but with it grew dismay in the same proportion. Real difficulties, in the life of a simple salaried, mother and head of this small family. How could you ever go on a trip of this size, being the mother of an 11-year-old girl, earning a salary called “miserable”? I held my will, swallowed the water that formed in my mouth and the tears that formed in my eyes and … I gave up.

     I kept  in a box the script of a dream and returned to my reality hoping to no longer feel the desire running in the veins.
    *
    I put out the fire for two years, but inevitably it consumed me again. It took only a small spark, a tiny reason to wake me up from this mental and physical lethargy. This time the spark that burned my will was a heart break.

    The perception that my presence is worth little or nothing.

    The conclusion I get is that it was not by accident. Like everything that has come to me, by diferente ways, even this had a reason. It was what drove me to resume my desire to lose myself in this world.
    To go without having, in fact, grand plans to return.
    It will be what it has to be. How and when it has to be.
    “Go with the flow”

     

     

    Comentários fechados em Ir e Voltar? | Go and come back?
  • Relexões | Thoughts

    Viajar Porquê? | Travelling Why?

     

    Viajar sempre fez parte de quem eu sou.

    Desde muito nova que soube o que era enfrentar grandes mudanças e novas realidades. Em momento algum lembro-me de ter ficado receosa ou assustada com o facto da vida dar estas reviravoltas. Talvez, no início, por ser tão pequenina e encarar minha família como meu porto de abrigo, o que queria dizer que poderia estar onde estivesse: se estivesse com eles, tudo estaria bem.

    Depois desta primeira grande mudança ainda vieram outras duas e apesar de já ver a vida com outros olhos e estar mais e mais crescida, encarei-as com a mesma naturalidade. Novos lugares, novas culturas, novos amigos e um futuro cheio de experiencias diferentes foram sempre bem vindos. Já passaram 26 anos desde que finquei pé neste ultimo lugar escolhido e a que chamo de casa. É verdade que tive oportunidades que a grande maioria das pessoas não têm e viajei com alguma frequência para lugares encantadores que me vão ficar na memória, mas sinto que preciso de mais.

    Viver mais, ver mais, experienciar mais.

    Acho escasso, limitado, vazio o tempo que deixo escorrer entre os dedos sem estar com o pé na estrada e conhecer tudo o que este enorme pequeno planeta tem para oferecer.
    Parece complicado, e realmente deve ser, organizar as coisas para sair mundo afora, mas esta é uma ideia constante na minha alma inquieta.

    Resolvi que está na hora de buscar a minha próxima aventura.. ou como diria Walt Disney: “ Primeiro, pense. Segundo, acredite. Terceiro, sonhe. E finalmente, atreva-se.”

    ________________________________________________________________________________

    Traveling has always been part of who I am.
    From a very young age I knew what it was like to face great changes and new realities. At no point do I remember being frightened or frightened by the fact that life brings about these upheavals. Maybe, at first, because I was so small and look at my family as my haven, which meant that I could be where I was: if I were with them, everything would be all right.
    After this first major change, there were still two others, and although I already see life with other eyes and become more and more grown, I faced them with the same naturalness. New places, new cultures, new friends and a future full of different experiences were always welcome. It’s been 26 years since I stepped foot in this last place chosen and what I call home. It is true that I have had opportunities that the vast majority of people do not have and I have often traveled to lovely places that will keep me in the memory, but I feel I need more.

    Live more, see more, experience more.

    I find scarce, limited, empty the time that I let slip between my fingers without standing on the road and know all that this huge little planet has to offer.
    It seems complicated, and really should be, organizing things to get out the world, but this is a constant idea in my uneasy soul.
    I decided it’s time to get my next adventure … or as Walt Disney would say: “First, think. Second, believe me. Third, dream. And finally, dare. “

     

    Comentários fechados em Viajar Porquê? | Travelling Why?